O Que é Que eu Faço com Meu Filho?

Posted On Março 27, 2009

Filed under Projeto Filhos

Comments Dropped one response

O QUE É QUE EU FAÇO COM MEU FILHO?

Durante a vida adulta, muitas pessoas apresentam distúrbios de ordem física ou mesmo emocional como o medo, complexos, angústia, ansiedade, preocupação excessiva, insônia, dores de cabeça, ânsia, tremedeira, gastrite nervosa e outros em vários graus de gravidade, podendo tornar-se prejudicial na vida diária ou no plano profissional.

Os psicólogos afirmam que esses males têm suas raízes formadas na infância, ou seja, situações pelas quais passamos ou palavras que nos foram ditas quando éramos pequenos, geraram estes problemas dentro de nós. Se analisarmos de forma simples a situação, diremos então que basta modificar a forma como lidamos com os nossos filhos e eliminaremos esses males. Parece bem simples. E é! Na verdade é simples assim. A questão é: o que devemos modificar ou acrescentar na educação dos nossos filhos?

Este blog tem como objetivo ajudar as mamães ou futuras mamães, os papais, avós, babás e professores a terem um melhor relacionamento com as crianças pelas quais são responsáveis visando, sobretudo a harmonia familiar e o relacionamento interpessoal, para que as crianças se tornem adultos seguros de si e felizes, e para que seus responsáveis possam estar cada vez mais satisfeitos e orgulhosos com o resultado que terão estampado no rosto de seus filhos, pois a maior alegria de quem tem uma criança é ver esta criança crescer feliz e ser bem sucedida na vida.

Chegamos a tal ponto de confusão no que diz respeito à educação em nosso país, que já não entendemos mais aonde falhamos e nem como consertar a bagunça que criamos. Pais culpam os professores e a má administração das escolas e os professores por sua vez culpam os pais de negligencia em relação à educação de seus filhos que supostamente teriam deixado esta responsabilidade a cargo dos professores, visto que, como os pais trabalham fora em tempo integral, as crianças passam mais tempo em escolas do que em suas próprias casas.

Nossos antepassados declaram que antigamente o filho obedecia aos pais com apenas um olhar de seu genitor. Os filhos estavam cientes da agressão física que lhes esperava se não obedecessem. Não podemos afirmar que existiam lares repletos de amor e harmonia, mas o simples fato de ver a obediência dos filhos nos faz pensar que aquele tipo de ditadura educacional era um sistema que funcionava. Se o sistema fosse bom não teria acabado. Se o sistema fosse bom não teria havido revolta por parte dos filhos que, não aceitando este sistema, resolveram criar outro sistema extremamente oposto e se tornaram pais permissivos. Filhos que sofreram maus tratos e que por amor aos seus próprios filhos decidiram não prosseguir com as agressões físicas e verbais que sentiram na própria pele. Pensavam então que deixando que os filhos fizessem todas as suas vontades estariam os amando de verdade.

No entanto o que este novo sistema criou foi uma nova geração de filhos completamente desequilibrados pela falta de ensinamentos e limites, que gerou outra espécie de rebeldia por uma falsa sensação de poder em que, mais uma vez houve uso de agressão física e verbal. Desta vez, os filhos se tornaram agressores e os pais, as vítimas das agressões.

Podemos então chegar facilmente à conclusão de que é necessário encontrar um equilíbrio para a educação de nossas crianças, onde todo e qualquer adulto que tenha sob sua responsabilidade uma criança, por menor espaço de tempo que seja, deve tomar consciência de que pode fazer uma grande diferença na vida deste ser humano.

Estamos iniciando uma nova ideologia de vida para o ser humano onde nos vemos obrigados pelas circunstancias a reestruturar as normas de educação no nosso país.

Finalmente conseguimos entender que ter um relacionamento com Deus não é seguir uma religião.

Finalmente conseguimos entender que ter acesso a um Reino Celestial com princípios que resolverão todos os nossos problemas é uma REALIDADE!

 O povo brasileiro tem sido abençoado graças a sua reaproximação do centro de sua existência. Somos criaturas de Deus. Um Deus que é Vivo e Verdadeiro, que age em nossas vidas nos ensinando os Seus Princípios e nos trazendo Seu Reino para que possamos desenvolver o nosso potencial.

Deus criou cada ser humano com um propósito, com um destino e poucas pessoas descobrem este propósito, porque poucas pessoas sabem como se aproximar de Deus e descobrir o que o Criador planejou para a vida de cada um. Nós podemos educar as crianças levando em consideração este princípio e fazer uma nação cheia de vida e capaz de realizar o plano para o qual cada um de nós foi criado. Todos os planos de Deus são voltados ao altruísmo. Portanto, se desenvolvermos as aptidões de cada uma de nossas crianças, formaremos seres humanos altruístas, livres de sentimentos nocivos como, por exemplo, o egoísmo e o individualismo a que nos confinou a democracia. No Dicionário Priberam da língua portuguesa, encontramos a seguinte definição para a palavra altruísmo:

 Altruísmo:  (do francês altruisme) Inclinação para procurarmos obter o bem para o próximo. = FILANTROPIA

Filantropia: Amor à humanidade.

Fomos criados à imagem e semelhança de Deus para dominarmos sobre a terra e fazer dela um lugar cheio de amor e paz, trazendo para isto e Reino de Deus para a Terra. É por isso que oramos dizendo “Venha a nós o Teu Reino”. Para entender como funciona o Reino de Deus, nós precisamos responder as cinco perguntas que regem tudo em nosso planeta:

  1.   – Quem sou eu? – IDENTIDADE
  2.   – De onde eu vim? – FONTE
  3.   – Porque estou aqui? – PROPÓSITO
  4.   – O que eu posso fazer? – POTENCIAL
  5.   – Para onde eu estou indo? – DESTINO

 Um ser humano que não consegue responder a estas perguntas é um ser humano frustrado e totalmente insatisfeito, mesmo que faça todo o esforço do mundo para tentar se conformar de que tem estas respostas. E passa-se o tempo e vem à velhice e percebe-se que se passou a vida inteira lutando para sobreviver, para trabalhar em um emprego que não gostava, mas que precisava manter para sustentar a família e talvez comprar uma casa e quem sabe quando terminar de pagar esta casa, poder desfrutar um pouco da vida nos poucos anos que lhe restam…

 Isto é terrivelmente frustrante! Dentro de nós foram plantadas pelo Nosso Criador sementes que chamamos de potencial para desenvolvermos algo para benefício da humanidade. Cada um de nós tem dentro de si um livro que precisa ser escrito, quadros que precisam ser pintados, coisas que precisam ser inventadas, músicas que precisam ser tocadas e a grande maioria das pessoas morre sem desenvolver o seu potencial.

 O objetivo desta reestruturação educacional é justamente para que possamos desenvolver o potencial humano para podermos construir um país que servirá de exemplo para muitas nações. Quando falamos em ter um país desenvolvido, devemos investir na causa do desenvolvimento de um país, que são as pessoas.

 Um país sem cidadãos é um pedaço de terra.

 O ser humano é um ser inteligente. A partir do momento em que descobrir que está sendo ludibriado, passará por um momento de revolta para então resolver que não vai permitir que lhe seja tirado o que é seu por direito. São as cinco perguntas que apresentamos acima. E quem ganha com isso? TODOS: cada indivíduo seguro de si, confiante e satisfeito relaciona-se corretamente com a família, que por sua vez é exemplo na comunidade, que vai interagir com a sociedade que transformará completamente o país onde nasceu e que tanto amamos: o nosso BRASIL!

 Nós temos uma escolha a fazer: ou continuamos nos conformando com ‘o mundo como ele é’ ou nós mudamos o mundo! E para mudar o mundo, as pessoas precisam mudar, ser transformadas e permitir que desenvolvam seu potencial.

 É DIREITO ADQUIRIDO NOSSO!

 E para isso é preciso entender como ‘funciona’ o ser humano em sua totalidade.

 Vejamos a seguir:

 O ser humano tem três partes:

– o corpo

– a alma (mente, vontade e emoções)

– o espírito (canal de comunicação com Deus)

 Se nós temos três partes, nós temos que aprender a cuidar de cada uma destas três partes, para podermos ter um bom desenvolvimento. O que tem muito acontecido é que nos preocupamos em cuidar do corpo e da alma e nos esquecemos do espírito.

 E esta é a razão de todo o sofrimento

do ser humano desde o tempo da criação.

AGORA QUE ENTENDEMOS ONDE FALHAMOS, vamos aprender a cuidar de nosso espírito e assim aprenderemos a cuidar da alma e do corpo.

 Mas por que o espírito primeiro? Quando falamos das cinco perguntas que regem o planeta, nós falamos da fonte. DEUS é a fonte porque Ele nos criou. DEUS sabe exatamente como somos, o que precisamos e o que é melhor para nós. DEUS nos criou à Sua imagem e semelhança. De dentro dele, DEUS tirou algo para nos criar. E DEUS colocou algo de si próprio em cada ser humano e soprou em cada um deles o espírito de vida.

 “O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida” João 6.63

 Quando DEUS fala da carne, Ele está falando da alma que controla o corpo com suas vontades. Quando não estamos em espírito com DEUS, as nossas próprias vontades prevalecem e fazemos no momento o que achamos que é melhor para nós e nem sempre são boas escolhas para a nossa vida. Mas se nos conectamos a DEUS e através do espírito permitimos que Ele nos guie e nos mostre o caminho, então em qualquer situação estaremos fazendo o que é melhor para nós, pois estaremos sendo guiados pelo Espírito Santo de DEUS. Então através da influencia do espírito, a nossa alma busca conhecimento para cuidar bem do corpo, com boa alimentação e higiene. Como sabemos que o álcool, o fumo e as drogas destroem o nosso corpo, somos impelidos pelo nosso espírito a rejeitar estas coisas porque não queremos destruir o nosso corpo. O espírito é a energia que precisamos para cuidar da nossa alma que através da nossa vontade vai cuidar do corpo. Portanto se o corpo é cuidado pela alma e a alma é cuidada pelo espírito, devemos aprender a cuidar do espírito. O espírito é o que nos liga diretamente ao Nosso Criador. É a fonte principal e única e é inesgotável: DEUS! Nosso relacionamento com DEUS é essencial, é vital, pois ELE está no controle de tudo e sem a ajuda DELE nada seria possível. É por ter se afastado cada vez mais de DEUS que o ser humano sofre tanto.

 DEUS nos dá sabedoria e entendimento e uma visão nova do mundo, nos ensina como lidar com situações e problemas, nos transforma totalmente para nos fazer conhecer a verdadeira felicidade e satisfação.

 Quando publicamente declaramos que JESUS CRISTO é o nosso único e suficiente Salvador e que permitimos, abrindo o nosso coração, que JESUS entre em nosso espírito, nós estamos iniciando uma total transformação em nosso interior e nós jamais seremos os mesmos: 2 Coríntios 5:17 “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.

 A vida nova que JESUS nos propõe é de conseguir enfrentar as tribulações e adversidades da vida sem medo, sem preocupação, porque temos a certeza de que a solução vai chegar e que vamos vai ter vitória. E entendemos que quanto mais problemas nós tivermos, maior será a nossa vitória. Para muitos é difícil de crer nisto, porque ainda não iniciaram um verdadeiro relacionamento com DEUS.

        DEUS está neste momento olhando para você com os braços abertos esperando simplesmente que você abra a porta do seu coração e permita que ELE entre para transformar sua vida. Permita que ELE te ensine este caminho de vitória, que ELE mude sua vida por completo.

 E como conseguir este relacionamento com DEUS?

 JESUS disse: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14:6) Ele não disse ‘um’ caminho, ele disse ‘o’ caminho, portanto não há outro caminho. Entregue seu caminho a JESUS e deixe-O transformar toda a sua vida!

 A Palavra do SENHOR, a Bíblia, que até chamamos de ‘manual do fabricante’ para o ser humano, é repleta de ensinamentos e princípios que devemos conhecer e aprender a praticar para sermos felizes e abençoados.

 Quando paramos para analisar o mundo em que vivemos e o que se tornou o ser humano, chegamos ao ponto de nos perguntar se temos coragem de nele colocar filhos, mais vidas para “sofrer” neste mundo cruel. Por isso a importância de ternos um relacionamento com DEUS que segundo a sua Palavra e em consequência de nossa obediência, nos livra de todo o mal: “Caiam mil ao teu lado e dez mil, à tua direita, tu não serás atingido” (Salmos 91; 7)

 Buscar o SENHOR com todo o nosso coração, com toda a nossa alma e todo o nosso entendimento é o primeiro passo. Não deixe de usufruir desta benção que nos é dada, e que só é encontrada por quem toma esta atitude.

Não basta dizer que acreditamos em DEUS.

Temos que falar com ELE!

E principalmente aprender a ouvir o que DEUS tem para nos dizer. DEUS quer lhe revelar o propósito que ELE tem para sua vida, o porquê que ELE criou você! A solução para todos os nossos problemas está num único Livro, o mais vendido em todo o mundo: a Bíblia. É na Palavra de DEUS que descobrimos a verdadeira felicidade e aprendemos a viver bem neste mundo, a entender o porquê de muita coisa que acontece e a nos preparar para o que vai acontecer em breve.