Namoro

ASSUNTOS FORA DO TEMPO

 Vamos falar agora de um assunto muito importante e que quando abordado no tempo errado torna-se muito prejudicial à vida de nossos filhos: o namoro!

 Gostaria de fazer um comentário sobre este assunto que muito me preocupa e me revolta. Muitas pessoas têm a mania de falar com crianças ainda pequenas sobre namoro sendo que este assunto interessa apenas a partir da adolescência.

 Por que falar sobre isso quando estão apenas descobrindo que o menino não é em tudo igual à menina? Não se deve despertar precocemente algo em uma criança que vai atrapalhar o desenvolvimento dela.

 Uma criança de cinco ou seis anos não deve se preocupar em ter um namorado ou uma namorada. Nesta idade, as crianças precisam é de muitos amiguinhos sejam eles meninos ou meninas.

 Quando alguém fizer comentários infelizes aos nossos filhos como: “E você já tem namorado(a)?” responda: “Ele (a) é muito novo (a) pra isso, meu filho (minha filha) tem muitos amigos e está na idade de brincar. Isso fica pra mais tarde!”. E não devemos mais tocar no assunto.

 Se ficarmos enchendo a cabeça de nossos filhos dizendo que precisam arranjar um namorado ou uma namorada, eles vão começar a se preocupar com algo que não faz parte da idade, somente para agradar aos adultos. Não podemos fazer isso com nossos filhos. Esta preocupação na cabecinha deles vai atrapalhar os estudos e o desenvolvimento normal deles. É como se pedíssemos à um adolescente para começar a se preocupar com a aposentadoria, é completamente fora do tempo, o adolescente precisa primeiro se preocupar em terminar seus estudos e escolher uma carreira profissional para depois pensar em aposentadoria.

 Cada fase tem seu aprendizado e suas preocupações, não vamos precipitar as coisas, os filhos precisam se desenvolver no ritmo deles sem ficarmos impondo o que queremos.

 A criança terá o lado sexual despertado por instinto quando for a hora, ou seja, por volta dos 14 anos. Antes disso a mente da criança não está madura o suficiente para entender o que significa um relacionamento amoroso. Devemos deixar nossos filhos viverem a infância que eles merecem, uma infância sadia, uma infância da qual eles se lembrarão com alegria e saudades.

 Vamos incentivar atividades próprias da idade, que desenvolvam o raciocínio da criança, a habilidade manual ou musical, ensinar um novo idioma, ensinar a fazer brinquedos, fantoches, há muitas opções para desenvolver o potencial da criança e prepará-la para uma vida mais satisfatória.

 Observando a criança podemos descobrir o que a criança realmente gosta e não vale impor o que a gente gosta. Os bons hábitos que os pais têm, serão imitados e seguidos pelos filhos.

Leave a response and help improve reader response. All your responses matter, so say whatever you want. But please refrain from spamming and shameless plugs, as well as excessive use of vulgar language.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s