Castigo Funciona?

CASTIGO FUNCIONA?

 Castigo já é uma palavra forte e implica sofrimento. Porém existem vários tipos de sofrimento: os que marcam e estragam uma vida e os que são momentâneos para uma orientação e disciplina.

 Os que marcam e estragam uma vida são os que além de serem físicos e agressivos (podendo chegar à violência) são acompanhados de palavras depreciativas e de total falta de explicação sobre o assunto que gerou o castigo. Agir desta forma é fácil, simples e cômodo, e além do mais é prático porque ilusoriamente se ‘conserta’ a situação num instante. É exatamente isto que fazem os covardes e os que não sabem amar. Mas não percebem que estão criando um problema muito maior para o futuro. A criança que sofre estas agressões pode se tornar introvertida e não conseguir nada na vida por medo de repreensão, ou pode quando crescer fazer exatamente o que lhe fizeram. Das duas maneiras teremos destruído uma vida.

 Quanto aos castigos que são momentâneos para uma orientação e disciplina, são apenas atitudes tomadas para retardar a benção que estava prometida por falta de obediência e não consiste em nenhuma hipótese em agressão física ou verbal. Temos um enorme vocabulário e podemos achar palavras construtivas para orientar uma criança que fez algo errado, explicando-lhe porque está errado e permanecendo firmes no que foi decidido.

 Passado o momento do castigo, conversamos novamente com a criança, reforçando o comportamento certo e não falando de novo sobre o erro, e sem exageros no falar:

“Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo” Colossenses 3:21

 Vamos ler mais alguns versículos:

 Provérbios 13.24 “O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo, o disciplina”

Provérbios 22.15 “A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da disciplina a afastará dela”

Provérbios 23.13-14 “Não retire da criança a disciplina, pois, se a fustigares com a vara, não morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno”

 Provérbios 29.15 “A vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe”

 Nestes versículos citados, em todos temos a palavra “vara”; nós sabemos que uma vara é algo comprido e flexível e que não se pode dobrar, senão quebra. O que Nosso Pai quer dizer com isto?

 No evangelho de João no capítulo 4, nós temos a passagem em que JESUS encontra a mulher samaritana no poço e lhe pede água; JESUS fala que da água que a mulher tem para lhe dar, tornaremos a ter sede, mas que da água que ELE tem para nos dar, nunca mais teremos sede. JESUS nos fala da água da vida. JESUS usa a água como um símbolo para explicar que tendo sede da Palavra de DEUS seremos saciados, pois a Palavra do SENHOR é água viva.

 O SENHOR me deu uma interpretação interessante a respeito da palavra vara nestes versículos: da mesma forma, a vara é simplesmente um símbolo e pelo fato de não se dobrar pensamos na mãe que não pode se dobrar às vontades da criança, ou seja, não se pode fazer tudo o que a criança quer. Em João 15.5 JESUS fala de nós como sendo varas: “Eu sou a videira, vós as varas…”

 Mais adiante falaremos sobre as consequências de uma educação permissiva, ou seja, quando os adultos fazem todas as vontades das crianças. O contrário também é prejudicial ao desenvolvimento da criança, isto é, quando os adultos se recusam a ouvir a criança e para tudo o que ela quer dizem “não”.

 Domínio próprio é um dos frutos do espírito que devemos desenvolver em nossa santificação, além do amor, da bondade, da paciência, da alegria, da paz, da fidelidade, da mansidão, da benignidade que é gostar de fazer o bem.

 Vamos aprender em Gálatas 5.22 buscar e pedir ajuda a DEUS para desenvolver os frutos do espírito. Os frutos do espírito nos são concedidos conforme nos aproximamos de DEUS. É o resultado da comunhão com o Pai. Não podemos desenvolver os frutos do espírito somente pela nossa vontade. Se não estamos enraizados em CRISTO como varas em Sua videira, não conseguiremos santificação.

           Ter comunhão com DEUS para uma vida plena e satisfeita requer sacrifícios de nossa parte, temos que pagar um preço. JESUS pagou o maior preço possível dando a própria vida por nós, derramando todo o Seu Precioso Sangue. O preço que nós temos a pagar é apenas o de entregar a nossa vida a Ele e deixar que Ele trabalhe em nós. E para isso temos que dedicar tempo a DEUS. Quanto mais tempo passado com DEUS, menos tempo precisaremos para resolver nossos problemas. DEUS os resolve por nós.

Leave a response and help improve reader response. All your responses matter, so say whatever you want. But please refrain from spamming and shameless plugs, as well as excessive use of vulgar language.

One Response to “Castigo Funciona?”

  1. bbom

    good work done by the blogger, keep up the work going. bbom bbom bbom bbom bbom

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s