Mulher Virtuosa

A MULHER VIRTUOSA

 DEUS criou a mulher com características bem diferentes das do homem. DEUS colocou na mulher percepção e sensibilidade para lidar com relacionamentos. Mas como seria nos dias de hoje esta mulher virtuosa? Com o passar dos anos a sociedade moderna, de certa forma, perturbou esta imagem da mulher, porque com a tal “igualdade dos sexos” a mulher tem tomado em parte o papel do homem que por sua vez também se perturbou em relação ao papel que deve exercer. A mulher, cansada de sofrer abusos por parte dos homens decidiu lutar para obter o mesmo status que o homem no que diz respeito ao valor como ser humano. Porém esta iniciativa acabou interferindo de forma agressiva a estrutura de uma família e a verdadeira identidade do ser humano. Enquanto o homem foi criado para cuidar e prover sustento para a esposa e os filhos, a mulher foi criada para educar os filhos e cuidar da casa e do marido. Mas conforme o tempo foi passando e a liberdade de expressão foi surgindo mais e mais forte, a mulher acabou entrando em um campo de competição com o homem onde o individualismo e a frustração com o sexo oposto fizeram surgir jogos de poder desequilibrando a harmonia que DEUS criou. Expectativas e exigências excessivas fizeram com que as duas partes preferissem fazer por si próprios ao invés de tentarem entender um ao outro.

 A mulher não foi feita pra mandar no marido. A imagem de esposa mandona não condiz com a descrição da mulher virtuosa da Palavra de Deus. Uma mulher delicada, gentil e dedicada: esta é a imagem de esposa que vemos. A mulher não é em nada igual ao homem: eles se completam, pois Deus não criaria uma companheira para Adão para competir com ele. A mulher é sentimental e o homem é racional. A mulher pode fazer várias coisas ao mesmo tempo porque sempre fez isso, cuidar da casa, dos filhos, de todas as tarefas; o homem só pode fazer uma coisa de cada vez, ele foi ensinado assim: a se concentrar em um objetivo, o de caçar para trazer o sustento para a família. A mulher quando fala consegue pensar no que vai falar depois; o homem não consegue pensar enquanto fala e nem por isso é menos importante. Um precisa do outro em tudo.

 Alguém um dia escreveu a frase: “Por trás de um grande homem, tem sempre uma grande mulher!”

 Expressões como “o homem da casa” ou “o cabeça” tem seu fundamento: não é porque o homem manda, que ele tem que ser estúpido e agressivo. O marido traz a imagem de alguém que cuida, de alguém protetor, de alguém responsável pela família e pelo sustento dela; a esposa cuida do bem estar e da edificação do lar, não é uma casa ou um apartamento, é um lar!

 Nesta história de mulher moderna, a mulher de hoje precisa também trabalhar fora para ajudar no sustento da casa e, neste caso, as tarefas da casa e a educação dos filhos precisam de uma nova organização. A mulher não pode simplesmente fazer em duas horas à noite o que tinha o dia inteiro pra fazer. Portanto todos os que moram sob o mesmo teto tem que ter suas tarefas definidas, inclusive o marido. E você vai soltar agora a frase: “Ah! É porque você não conhece meu marido! Aquele ignorante!” Pois o verdadeiro sentido da palavra ignorante é: ‘que não sabe, que não conhece’; portanto você, como mulher virtuosa, vai ensinar o seu marido a ser menos bruto; e não é sendo bruta com ele que você vai conseguir isso. Seja com ele como você quer que ele seja com você. A mulher tem um potencial interior que ela própria desconhece; busque este potencial, use seu jeitinho, seu carinho, seu amor, nisto a mulher é muito mais forte que o homem.

 A ganância e o consumismo infelizmente também pegaram pesado na desestruturação da família. O ser humano tornou-se insaciável e insatisfeito com tudo na vida e quer sempre possuir mais e mais. Mas o motivo desta insatisfação é o fato de ter se tornado independente de DEUS. Sem DEUS não há equilíbrio de sentimentos e o ser humano tenta de todos os jeitos achar algo para saciar suas vontades. Quando se tem um relacionamento profundo com DEUS através do alimento espiritual, o ser humano muda o foco de suas vontades e de seus valores e descobre a verdadeira satisfação que preenche todo o seu interior.

 A mulher como mãe e dona de casa tem um valor surpreendente. Certa vez eu ouvi no rádio a seguinte história bem interessante: uma mulher foi a uma agência de empregos para fazer um cadastro e sua amiga a acompanhou; quando o entrevistador perguntou qual era a profissão dela, ela respondeu: “Sou mãe!”. O entrevistador deu uma risadinha e comentou que ser mãe não era uma profissão, então ele colocaria a menção “do lar” que costumam usar para quem fica em casa e cuida do lar, do marido e dos filhos. Em outra oportunidade, a amiga que estava com ela a acompanhando, também foi fazer um cadastro e se viu na mesma situação. Porém, ela respondeu ao entrevistador: “Eu sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e Relações Humanas” e explicou que tinha três filhos a quem ensinava, educava e cuidava como faz uma professora, uma educadora e uma enfermeira, que interferia como psicóloga a qualquer momento em que fosse necessário, que se fazia de intermediadora para ouvir as partes que discordavam entre si buscando uma conciliação amigável, que mantinha a ordem e exigia a execução de tarefas estabelecidas em comum acordo nas reuniões semanais e ainda arrumava tempo para arquivar e organizar tudo e não esquecer as solicitações do chefe que chegaria a qualquer momento. Como é ampla a função da mulher!

No livro de Provérbios, no capítulo 31, a partir do versículo 10 temos uma descrição do que seria uma ‘mulher virtuosa’.

Nos versículos 25, 26 e 27 temos:

25 “… A força e a dignidade são os seus vestidos e quanto ao dia de amanhã não tem preocupações.

26 Fala com sabedoria e a instrução

da bondade está em sua língua.

27 Atende ao bom andamento da sua casa e

não come o pão da preguiça…”.

As mulheres devem buscar em DEUS a sabedoria destes versículos e fazer disto o seu dia-a-dia. Entender a importante posição que ocupa na família para que todos possam viver felizes, pois as mulheres têm o dom de organizar, preparar, remediar, resolver problemas, amar incondicionalmente, ter compaixão e distribuir carinho, afeto e atenção à toda família e à outros também!

 E aproveitando que estamos valorizando a mulher neste capítulo, vamos falar de um assunto importantíssimo.

O ABORTO

 O aborto não é uma questão religiosa, é uma questão científica porque a biologia comprova que a vida de um ser humano se inicia na concepção. Portanto no exato momento em que um único espermatozóide de um homem consegue entrar em um óvulo de uma mulher, inicia-se um processo de desenvolvimento de um ser que só pode se transformar em humano, pois o óvulo e o esperma são humanos. A concepção é feita nos dois ou três dias logo após o ato sexual e a mulher não pode saber o momento certo pois não sente nada. Geralmente a mulher só percebe ou desconfia que está grávida, quando sua menstruação não chega ou quando começa a sentir enjôos por causa dos hormônios que estão sendo produzidos para preparar o seu corpo para abrigar uma vida que vai se desenvolver por nove meses. Então a mulher só percebe que está grávida, um mês e meio ou dois após o ato sexual, ou se fizer exames médicos para diagnosticar a gravidez. Se a vida começa na concepção, quando a mulher tem a confirmação de que está grávida, o ser humano que está em seu ventre já está se desenvolvendo há pelo menos um mês e meio. Se a vida começa na concepção então fazer um aborto nos primeiros três meses de gravidez é matar um ser humano, não há dúvida alguma nisso.

 Eu tinha 35 anos quando engravidei pela terceira vez. Apesar dos cuidados, aconteceu. Eu estava trabalhando quando me senti mal e pedi à diretora para quem eu trabalhava para ir até o pronto-socorro. Após um simples exame de urina, o médico me deu os parabéns. Voltei ao escritório e contei para a diretora sendo que nem eu ainda conseguia acreditar. A única coisa que aquela diretora de Recursos Humanos soube dizer foi “Se você quiser tirar, eu conheço um bom médico”. Não pude acreditar no que eu tinha acabado de ouvir, fiquei desnorteada. Eu queria sair correndo dali. Hoje a minha caçula tem 13 anos e eu agradeço a DEUS todos os dias pela preciosidade de menina que Ele me deu e por ter tirado da minha mente no mesmo instante em que eu a ouvi, aquela frase terrível da diretora. Eu jamais em minha vida teria conseguido cometer o crime de matar um ser humano. Mesmo que a minha filha tenha crescido sem o pai, eu a amei até antes de seu primeiro movimento em meu ventre e a amarei exatamente como amo minhas duas outras filhas. Cada uma com seu jeito próprio de ser, é preciosa e vale mais do que todas as riquezas desta terra!

 Algum tempo depois, eu soube de uma pesquisa que foi feita nos Estados Unidos sobre as consequências de um aborto para a mulher e quero descrever à seguir para que possamos entender o que acontece com a mulher que faz um aborto, sem contar o trauma psicológico que vem mais tarde com a maturidade, quando deixamos de agir impulsivamente por qualquer assunto.

 Quero deixar claro aqui que quando as feministas se acharam no direito de se impor sobre o que se deve ou não fazer com uma gravidez indesejável, elas nem sequer se lembraram de averiguar as consequências do ato que elas tanto defendem. Quando temos um problema e que partimos de um só ponto sem analisar todos os lados, sempre nos deparamos com grandes problemas e tragédias.

 Vamos ver a seguir uma lista de problemas decorrentes da prática do aborto, mesmo que seja feito com um especialista:

– Perfuração do útero

– Sangramentos que requerem transfusão

– Ruptura do colo do útero com impacto desconhecido sobre a capacidade do colo em alguma gravidez subsequente

– Acidentes ligados à anestesia

– Doenças inflamatórias pélvicas e possível infertilidade decorrente

– Cirurgia não intencionada, incluindo-se laparotomia (abertura cirúrgica da cavidade abdominal), histerotomia (dissecção do útero) e histerectomia (extração cirúrgica do útero).

– Perfuração da vesícula

– Perfuração do intestino

– Retenção de restos ovulares

– Anemia

– Peritonite: uma séria infecção da membrana serosa que reveste interiormente a cavidade abdominal

– Infecções menores e febre de causas desconhecidas

– Gravidez tubária não detectada

– Embolia pulmonar (obstrução da artéria pulmonar)

– Trombo flebite venosa (inflamação de uma veia que se desenvolve antes de um coágulo sanguíneo)

– Depressão

– Psicose

– 9 vezes mais propícia ao suicídio do que outras mulheres

– Alto risco de infecções comuns a todos os tipos de aborto

– O risco de aborto espontâneo no 2º trimestre da gravidez aumenta 10 vezes mais nas mulheres que já praticaram um aborto

– O aborto aumenta de fato a chance de morte materna em qualquer gravidez futura.

 Quando uma mulher se submete a um aborto, algo acontece nos níveis mais profundos de sua consciência quando ela destrói uma gravidez: um enorme peso psicológico que vai persegui-la pelo resto de sua vida. Já imaginou, por exemplo, se a mulher ainda jovem, por impulsividade resolve fazer um aborto e anos depois ela consegue ser abençoada por uma gravidez normal e sente a alegria de ser mãe: em algum momento de sua vida vai invadir a sua mente o pensamento de como teria sido aquele bebê se ela não o tivesse matado, como seriam seus olhinhos, seus cabelinhos e pensar que ela já poderia ter dois filhos, o que ela matou e o que ela tem nos braços neste momento. Isso é muito sério, vamos acertar as contas com Deus sobre todas as nossas atitudes.

 Quando o aborto é espontâneo, ou seja, nada foi feito para provocá-lo, foi simplesmente porque Deus assim determinou, a mulher se recupera e consegue engravidar normalmente depois. Pode ocorrer um segundo aborto espontâneo, ou um terceiro e mesmo assim esta mulher conseguir depois engravidar normalmente e ter filhos porque nenhuma agressão foi feita em relação ao seu corpo, apenas Deus decidiu que esta gravidez não deveria continuar e deu-se o aborto espontâneo. A causa mais comum é um defeito cromossômico no embrião ou feto que impede seu desenvolvimento natural. O defeito pode ser hereditário, causado pela exposição da mãe a certos medicamentos ou radiação, ou resultar de doenças infecciosas. O primeiro sintoma de um aborto espontâneo é sangramento vaginal.  O segundo sintoma são cólicas abdominais, seguidos de contrações uterinas com grande frequência e dores fortes. Depois de ter ocorrido todos esses sintomas, a mulher sente vontade forte de urinar e defecar e assim acontece a eliminação do embrião ou feto conforme idade da gestação. Se um dia você souber de alguma jovem que por descuido ou até por estupro engravidou, leia para ela este texto para conscientizá-la sobre os perigos de se provocar um aborto. Nada, absolutamente nada pode justificar um aborto, nem mesmo quando é diagnosticado que o feto é anencefálico, ou seja, não tem cérebro. Nós dependemos totalmente da vontade de Deus. Deus é o único que detém o poder de julgar o momento exato de uma vida começar ou terminar. Esta decisão cabe somente à Deus, ninguém mais tem este direito. Quando uma mulher engravida, seja em uma relação normal ou não, com toda certeza Deus está querendo ensinar-lhe algo profundo e que ela só vai descobrir se se aproximar de Deus com todo o coração. Homens e mulheres importantes no mundo vieram de estupros ou de uma gravidez indesejada. Matar um feto é matar um destino que só DEUS conhece. Interromper uma gravidez é assassinar um ser humano e colocar em graves riscos a vida de uma mulher.

 Aprenda a depender de Deus em todas as circunstâncias. As pessoas sofrem por que se esqueceram do Todo Poderoso Onipotente. Uma gravidez indesejada pode ser evitada se as pessoas se aproximarem mais de Deus e deixarem que Ele tome o controle de tudo em suas vidas. Deus só quer o nosso bem, é um Deus de amor que nos compreende totalmente, mas nós é que não O compreendemos. Nós insistimos em querer ser independentes e lutar com as próprias forças e com esta atitude perdemos o melhor da vida, o que DEUS planejou para nós. Somos seres humanos orgulhosos e teimosos e a consequência disto é um grande prejuízo para nós mesmos. Temos direito a uma vida plena e maravilhosa e abrimos mão dela.

 Precisamos amadurecer…

Leave a response and help improve reader response. All your responses matter, so say whatever you want. But please refrain from spamming and shameless plugs, as well as excessive use of vulgar language.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s